domingo, 20 de agosto de 2017

3 Super Puma chegam a Portugal para ajudar no combate aos incendios


Chegaram hoje 3 Super Puma pertencentes à Força Aérea Suiça para ajudar no combate aos incêndios. Com uma breve paragem no Aeroporto Francisco Sá Carneiro as 3 aeronaves dirigiram-.se de seguida rumo à Base Aérea de Monte Real.



Após Portugal ter accionado o Mecanismo Europeu de protecção Civil para o apoio no combate aos incêndios florestais na passada semana, a Suiça respondeu com o envio de 3 helicópteros Super Puma.



Os Super Puma têm a capacidade para missões de resgate, emergência médica, transporte e vigilância, para além da de combate a incêndios florestais. Uma boa ajuda que nos chega da Suiça.

Um agradecimento especial ao Paulo Soares pela disponibilização das fotos.

























































Chegaram hoje 3 Super Puma pertencentes à Força Aérea Suiça para ajudar no combate aos incêndios. Com uma breve paragem no Aeroporto Francisco Sá Carneiro as 3 aeronaves dirigiram-.se de seguida rumo à Base Aérea de Monte Real.



Após Portugal ter accionado o Mecanismo Europeu de protecção Civil para o apoio no combate aos incêndios florestais na passada semana, a Suiça respondeu com o envio de 3 helicópteros Super Puma.



Os Super Puma têm a capacidade para missões de resgate, emergência médica, transporte e vigilância, para além da de combate a incêndios florestais. Uma boa ajuda que nos chega da Suiça.

Um agradecimento especial ao Paulo Soares pela disponibilização das fotos.
























































segunda-feira, 3 de julho de 2017

KC-390 no 65º aniversário da Força Aérea Portuguesa


Hoje em Castelo Branco, onde a Força Aérea Portuguesa comemorou os seus 65 anos com um evento aeronáutico, umas das atracções foi o KC-390 da Embraer.


Muito se tem falado da substituição dos já cansados C-130 Hércules, no entanto o Primeiro Ministro já efectuou um voo no KC-390 no Brasil e Portugal poderá adquirir 5 com opção de mais uma.

Mas hoje em Castelo Branco, o KC-390 efectuou uma demonstração de performance, iniciando com uma escolta de 2 F-16 AM, seguindo-se então diversas manobras onde evidenciaram as suas capacidades de avião pesado.


Esta visita ocorreu após a apresentação do KC-390 no salão aeronáutico de Pais, o Le Bourget. Este foi um dos motivos principais para a deslocação a Castelo Branco que valeu bem a pena. Fiquem bem. Jorge Ruivo



























































Hoje em Castelo Branco, onde a Força Aérea Portuguesa comemorou os seus 65 anos com um evento aeronáutico, umas das atracções foi o KC-390 da Embraer.


Muito se tem falado da substituição dos já cansados C-130 Hércules, no entanto o Primeiro Ministro já efectuou um voo no KC-390 no Brasil e Portugal poderá adquirir 5 com opção de mais uma.

Mas hoje em Castelo Branco, o KC-390 efectuou uma demonstração de performance, iniciando com uma escolta de 2 F-16 AM, seguindo-se então diversas manobras onde evidenciaram as suas capacidades de avião pesado.


Esta visita ocorreu após a apresentação do KC-390 no salão aeronáutico de Pais, o Le Bourget. Este foi um dos motivos principais para a deslocação a Castelo Branco que valeu bem a pena. Fiquem bem. Jorge Ruivo


























































quarta-feira, 28 de junho de 2017

"Portugal " o A-330-300 que carrega a nova pintura TAP


O novo A-330-300 da TAP chama-se “Portugal”, tem uma pintura retro, ou seja, carrega as cores antigas e a emblemática antiga identidade da companhia, que foi utilizada pela primeira vez num avião Lockheed Super Constellation, que entrou ao serviço na TAP em Julho de 1955.


O A-330-300 “Portugal” efectuou uma passagem baixa no Aeroporto de Lisboa e no Aeroporto do Porto, precisamente nos dois aeroportos do País onde este avião de longo curso vai operar. Por questões operacionais, que se prendem com a posterior operação regular do avião, não foi possível estender estas passagens a outros pontos do País.


Com saída de Lisboa prevista para as 09h00, passagem pelo Aeroporto Sá Carneiro às 10h00 e chegada a Lisboa às 12h00. O voo sobrevoou a Foz, Cascais e a Ponte 25 de Abril.
No entanto o voo teve de se realizar um pouco mais cedo que o previsto, devido a restrições do espaço aéreo. A TAP pediu desculpa a todos os que pretendiam ver o “Portugal” em voo e não o puderam fazer devido a esta antecipação imprevista.



O avião “Portugal” vai agora realizar os voos normais da TAP e poderão em breve ter a oportunidade de o ver em aproximação ou a levantar voo de um aeroporto. O CannonTwo não queria deixar este momento sem o evidenciar perante a comunidade aeronáutica e damos os parabéns à TAP por esta iniciativa fantástica. Magnifica ideia, parabéns TAP.
Fotos e Fonte : TAP Portugal































































O novo A-330-300 da TAP chama-se “Portugal”, tem uma pintura retro, ou seja, carrega as cores antigas e a emblemática antiga identidade da companhia, que foi utilizada pela primeira vez num avião Lockheed Super Constellation, que entrou ao serviço na TAP em Julho de 1955.


O A-330-300 “Portugal” efectuou uma passagem baixa no Aeroporto de Lisboa e no Aeroporto do Porto, precisamente nos dois aeroportos do País onde este avião de longo curso vai operar. Por questões operacionais, que se prendem com a posterior operação regular do avião, não foi possível estender estas passagens a outros pontos do País.


Com saída de Lisboa prevista para as 09h00, passagem pelo Aeroporto Sá Carneiro às 10h00 e chegada a Lisboa às 12h00. O voo sobrevoou a Foz, Cascais e a Ponte 25 de Abril.
No entanto o voo teve de se realizar um pouco mais cedo que o previsto, devido a restrições do espaço aéreo. A TAP pediu desculpa a todos os que pretendiam ver o “Portugal” em voo e não o puderam fazer devido a esta antecipação imprevista.



O avião “Portugal” vai agora realizar os voos normais da TAP e poderão em breve ter a oportunidade de o ver em aproximação ou a levantar voo de um aeroporto. O CannonTwo não queria deixar este momento sem o evidenciar perante a comunidade aeronáutica e damos os parabéns à TAP por esta iniciativa fantástica. Magnifica ideia, parabéns TAP.
Fotos e Fonte : TAP Portugal






























































sexta-feira, 16 de junho de 2017

Tactical Weapons Meet 2017 - Florennes


Está a decorrer na base aérea de Florennes, na Bélgica, mais um Tactical Weapons Meet que reúne aeronaves de vários países da NATO.


As aeronaves participantes neste exercicio, para além dos F-16 Belgas em grande quantidade, estão 3 Eurofighter da Força Aérea Italiana e mais 3 da Força Aérea Espanhola.



Estão 3 F-4 Phantom da Força Aérea da Grécia.



Participam ainda 3 Mig-29 Fulcrum da Força Aérea da Polonia,  3 Hawks do Reino Unido bem como um DA-20 norueguês da guerra electrónica.

O exercício está a decorrer desde o dia 5 de Junho e irá terminar hoje dia 16. Ontem dia 15 houve um spotterday onde os entusiastas da aviação puderam fotografar de perto um dia de trabalho arduo e estar perto de vários aviões quer do exercício quer também os que foram convidados apenas para o spotterday.



Um agradecimento especial ao meu amigo Stefaan Ellebaut pela autorização das fotos dado que à última da hora não pude fazer a viagem para este evento. O meu especial agradecimento.
Website: Stefaan Ellebaut


Fiquem bem. Jorge Ruivo. Many thanks Stefaan 





























































Está a decorrer na base aérea de Florennes, na Bélgica, mais um Tactical Weapons Meet que reúne aeronaves de vários países da NATO.


As aeronaves participantes neste exercicio, para além dos F-16 Belgas em grande quantidade, estão 3 Eurofighter da Força Aérea Italiana e mais 3 da Força Aérea Espanhola.



Estão 3 F-4 Phantom da Força Aérea da Grécia.



Participam ainda 3 Mig-29 Fulcrum da Força Aérea da Polonia,  3 Hawks do Reino Unido bem como um DA-20 norueguês da guerra electrónica.

O exercício está a decorrer desde o dia 5 de Junho e irá terminar hoje dia 16. Ontem dia 15 houve um spotterday onde os entusiastas da aviação puderam fotografar de perto um dia de trabalho arduo e estar perto de vários aviões quer do exercício quer também os que foram convidados apenas para o spotterday.



Um agradecimento especial ao meu amigo Stefaan Ellebaut pela autorização das fotos dado que à última da hora não pude fazer a viagem para este evento. O meu especial agradecimento.
Website: Stefaan Ellebaut


Fiquem bem. Jorge Ruivo. Many thanks Stefaan 




























































quinta-feira, 15 de junho de 2017

Mig 21 Romeno cai durante o Thracian Eagle 2017

Um caça MiG-21 da Força Aérea Romena caiu no passado dia 12 em Constanta. O incidente ocorreu durante as manobras conjuntas que decorrem no exercício Thracian Eagle 2017 com a Força Aérea da Bulgária.

Após mais de uma hora de voo e durante a fase de aterragem o piloto reportou falhas graves ao nível do motor. O piloto ejectou-se com sucesso e o Mig-21 caiu numa zona desabitada. 

O Mig-21 de origem russo, começou a ser fabricado nos anos 50 e a Romenia começou a operar em 1962 e modernizou cerca de 110 aeronaves entre 2003 e 2002. A aeronave envolvida foi a 5788 e é sempre com uma enorme tristeza quando recebemos uma noticia como esta. Fiquem bem Jorge Ruivo
Creditos nas fotos. Fonte: Sofia Globe























































Um caça MiG-21 da Força Aérea Romena caiu no passado dia 12 em Constanta. O incidente ocorreu durante as manobras conjuntas que decorrem no exercício Thracian Eagle 2017 com a Força Aérea da Bulgária.

Após mais de uma hora de voo e durante a fase de aterragem o piloto reportou falhas graves ao nível do motor. O piloto ejectou-se com sucesso e o Mig-21 caiu numa zona desabitada. 

O Mig-21 de origem russo, começou a ser fabricado nos anos 50 e a Romenia começou a operar em 1962 e modernizou cerca de 110 aeronaves entre 2003 e 2002. A aeronave envolvida foi a 5788 e é sempre com uma enorme tristeza quando recebemos uma noticia como esta. Fiquem bem Jorge Ruivo
Creditos nas fotos. Fonte: Sofia Globe























































quarta-feira, 7 de junho de 2017

Nato Tigarmeet 2017 - Fliegerstafell 11


A Esquadra 11 que está estacionada em Meiringen, na Suiça, pertence à Associação Tigre desde 1981 e opera o F-18C/D Hornet desde 1999.

Este ano para o Tigermeet, a Esquadra mantém a pintura tigre que apresentou o ano passado em Zaragoza, não deixa de ser bonita, mas não é novidade. Fiquem bem, Jorge Ruivo.

































































A Esquadra 11 que está estacionada em Meiringen, na Suiça, pertence à Associação Tigre desde 1981 e opera o F-18C/D Hornet desde 1999.

Este ano para o Tigermeet, a Esquadra mantém a pintura tigre que apresentou o ano passado em Zaragoza, não deixa de ser bonita, mas não é novidade. Fiquem bem, Jorge Ruivo.
































































segunda-feira, 5 de junho de 2017

Nato Tigermeet 2017 - Tigerstaffel Austria


O 1 Jet Trainer Squadron pertence à Associação Tigre desde 1982, opera o Saab 105 e está estacionado na Base Aérea de Vogler, na Austria. Uma esquadra que nos habituou com a sua presença constante nos Tigermeet.


Além da tradicional pintura laranja, desde Outubro de 2016 que a esquadra decorou outro Saab 105, o GD-14 com uma pintura bastante diferente mas também espectacular. Deverá ser uma presença no Tigermeet deste ano.
Fotos e Fonte: Tigerstaffel



































O 1 Jet Trainer Squadron pertence à Associação Tigre desde 1982, opera o Saab 105 e está estacionado na Base Aérea de Vogler, na Austria. Uma esquadra que nos habituou com a sua presença constante nos Tigermeet.


Além da tradicional pintura laranja, desde Outubro de 2016 que a esquadra decorou outro Saab 105, o GD-14 com uma pintura bastante diferente mas também espectacular. Deverá ser uma presença no Tigermeet deste ano.
Fotos e Fonte: Tigerstaffel


































Nato Tigermeet 2017 - 31 Squadron


A Bélgica também estará presente no Tigermeet de 2017 com o 31 Tiger Squadron, que desde sempre se apresentou com pelo menos uma aeronave espectacularmente decorada com pinturas tigre.


Desde Maio que a esquadra já tem a pintura no FA-94 e hoje aterrou em Landivisiau para o inicio de mais um Tigermeet com um meteorologia um pouco desfavorável aos spotters.
Créditos nas fotos. Fonte: 31 Tiger Sqn.
























































A Bélgica também estará presente no Tigermeet de 2017 com o 31 Tiger Squadron, que desde sempre se apresentou com pelo menos uma aeronave espectacularmente decorada com pinturas tigre.


Desde Maio que a esquadra já tem a pintura no FA-94 e hoje aterrou em Landivisiau para o inicio de mais um Tigermeet com um meteorologia um pouco desfavorável aos spotters.
Créditos nas fotos. Fonte: 31 Tiger Sqn.























































Nato Tigermeet 2017 - SA-342M Gazelle


O 3 RHC - 3º Regimento de Helicópteros que faz parte da aviação ligeira do Exercito francês (ALAT) que opera o SA-342 M Gazelle e está estacionado na Base Aérea de Étain Rouvres, na França, vai estar com uma pintura tigre no Tigermeet em Landivisiau.


Para além desta pintura a esquadra levou os tradicionais apetrechos para os entusiastas adquirirem como os patch, copos, emblemas e não só. 
Fotos e Fonte: Defens'Aero

































O 3 RHC - 3º Regimento de Helicópteros que faz parte da aviação ligeira do Exercito francês (ALAT) que opera o SA-342 M Gazelle e está estacionado na Base Aérea de Étain Rouvres, na França, vai estar com uma pintura tigre no Tigermeet em Landivisiau.


Para além desta pintura a esquadra levou os tradicionais apetrechos para os entusiastas adquirirem como os patch, copos, emblemas e não só. 
Fotos e Fonte: Defens'Aero
































Nato Tigermeet 2017 - 211 Taktcká Letka


A Esquadra 211 da Republica Checa vai estar presente no Tigermeet deste ano com 4 aviões, um dos quais com uma nova pintura tigre. Membro desde 2008, a esquadra está estacionada na Base Aérea de Cáslav, na Republica Checa e opera o JAS-39 C/D Gripen. 



Vencedora do "Silver Tiger" em 2010, a Esquadra 211 tem apresentado todos os anos um Gripen com pinturas fantásticas e este não não foge à regra com mais uma obra de arte para os spotters se deliciarem.

Fonte e Fotos: MD Republica Checa











































A Esquadra 211 da Republica Checa vai estar presente no Tigermeet deste ano com 4 aviões, um dos quais com uma nova pintura tigre. Membro desde 2008, a esquadra está estacionada na Base Aérea de Cáslav, na Republica Checa e opera o JAS-39 C/D Gripen. 



Vencedora do "Silver Tiger" em 2010, a Esquadra 211 tem apresentado todos os anos um Gripen com pinturas fantásticas e este não não foge à regra com mais uma obra de arte para os spotters se deliciarem.

Fonte e Fotos: MD Republica Checa










































Nato Tiger Meet 2017 - Escadron de Chasse 3/30 "Lorraine"


O Escadron de Chasse 3/30 Lorraine está estacionado na Base Aérea 118 de Mont-de Marsan, na França, é membro pleno da Associação Tigre desde 2016 e opera os Rafale C e B.



Para o Tigermeet deste ano, a decorrer na Base Aérea de Landivisiau e organizado pela Flottille 11, a esquadra decorou um Rafale exclusivamente para este magnifico evento. Dado existirem 2 spotterdays, oportunidades para fotografar não vão faltar.

Fonte e fotos: Escadron 3/30 Lorraine



























































O Escadron de Chasse 3/30 Lorraine está estacionado na Base Aérea 118 de Mont-de Marsan, na França, é membro pleno da Associação Tigre desde 2016 e opera os Rafale C e B.



Para o Tigermeet deste ano, a decorrer na Base Aérea de Landivisiau e organizado pela Flottille 11, a esquadra decorou um Rafale exclusivamente para este magnifico evento. Dado existirem 2 spotterdays, oportunidades para fotografar não vão faltar.

Fonte e fotos: Escadron 3/30 Lorraine


























































Nato Tigermeet 2017 - TLG 74 Bavarian Tigers


Taktische Luftwaffengeschwader 74 é uma das esquadras que pertencem à Associação Tiger da NATO, apesar de não poder estar presente no próximo Tigermeet, decorou uma das suas aeronaves com uma pintura tigre, onde deverá estar presente no fim-de-semana.



Baseados em Neuburg, Alemanha esta esquadra é membro pleno da associação desde 2012 e opera o EF-2000 Typhoon. Tem a responsabilidade aérea do sul da Alemanha através do QRA ( Quick Reaction Alerta ) e no ano passado foi uma das pinturas mais atractivas do Tigermeet em Zaragoza. 

Créditos nas Fotos; Fonte: GME-Airfoto.de































































Taktische Luftwaffengeschwader 74 é uma das esquadras que pertencem à Associação Tiger da NATO, apesar de não poder estar presente no próximo Tigermeet, decorou uma das suas aeronaves com uma pintura tigre, onde deverá estar presente no fim-de-semana.



Baseados em Neuburg, Alemanha esta esquadra é membro pleno da associação desde 2012 e opera o EF-2000 Typhoon. Tem a responsabilidade aérea do sul da Alemanha através do QRA ( Quick Reaction Alerta ) e no ano passado foi uma das pinturas mais atractivas do Tigermeet em Zaragoza. 

Créditos nas Fotos; Fonte: GME-Airfoto.de






























































quarta-feira, 31 de maio de 2017

Nato Tigermeet 2017 - Flottille 11


Esquadra da Marinha Francesa que pertence à Associação Tiger desde 1979, opera a partir da Base Aérea de Landivisiau na França e será a próxima esquadra a organizar o Tigermeet de 2017. Aqui ficam as primeiras imagens do seu avião com decoração "tigre" para o evento deste ano.


A Flottille 11 não tem um tigre no seu emblema, no entanto, o Clemenceau tinha um tigre no seu emblema quando a esquadra foi admitida na NATO Tiger Association. Quando em 1997 o porta aviões Clemenceau foi retirado de serviço, a esquadra foi autorizada a manter o seu estatuto "Tigre" pelo verdadeiro espírito mostrado nos últimos anos.



Actualmente a Flottille 11 opera a partir do porta aviões Charles De Gaulle, para as suas missões fora da Base.
Fonte: Flottille 11
Fiquem bem. Jorge Ruivo






































Esquadra da Marinha Francesa que pertence à Associação Tiger desde 1979, opera a partir da Base Aérea de Landivisiau na França e será a próxima esquadra a organizar o Tigermeet de 2017. Aqui ficam as primeiras imagens do seu avião com decoração "tigre" para o evento deste ano.


A Flottille 11 não tem um tigre no seu emblema, no entanto, o Clemenceau tinha um tigre no seu emblema quando a esquadra foi admitida na NATO Tiger Association. Quando em 1997 o porta aviões Clemenceau foi retirado de serviço, a esquadra foi autorizada a manter o seu estatuto "Tigre" pelo verdadeiro espírito mostrado nos últimos anos.



Actualmente a Flottille 11 opera a partir do porta aviões Charles De Gaulle, para as suas missões fora da Base.
Fonte: Flottille 11
Fiquem bem. Jorge Ruivo





































domingo, 28 de maio de 2017

Sea Vixen aterra de emergencia em Yeovilton



O último Sea Vixen XP-924 (G-CVIX), também conhecido como "Foxy Lady" aterrou ontem de emergência na Base Naval de Yeovilton no Reino Unido. Único no mundo em estado de voo.


O Sea Vixen regressava de um festival aéreo em Duxford quando se deparou com problemas hidráulicos obrigando o piloto a puxar pelos seus conhecimentos e competências de forma a minimizar os estragos na aeronave.


O piloto, coronel Simon Hardgreaves, ficou bem e o Sea Vixen aparentemente ficou com alguns estragos que esperamos sejam menores e que rapidamente sejam arranjados de forma a voltar aos céus o mais rápido possível.

@Scott Debinett

Um caça icónico, turbojato, entrou ao serviço em 1959 durante os tempos áureos da Guerra Fria nos anos 1960 e 1970, foram utilizados na África Oriental em 1964, no Golfo Pérsico em 1961 e 1964.
@ Scott Debinett

O CannonTwo espera que o tempo que vamos estar sem ver a Foxy Lady seja curto e que volte rapidamente aos céus.

@Christopher Shaw

A primeira foto é do meu amigo Andy Rouse, a seguinte do Eric e a terceira da Royal Navy. Fiquem bem. Jorge Ruivo















































O último Sea Vixen XP-924 (G-CVIX), também conhecido como "Foxy Lady" aterrou ontem de emergência na Base Naval de Yeovilton no Reino Unido. Único no mundo em estado de voo.


O Sea Vixen regressava de um festival aéreo em Duxford quando se deparou com problemas hidráulicos obrigando o piloto a puxar pelos seus conhecimentos e competências de forma a minimizar os estragos na aeronave.


O piloto, coronel Simon Hardgreaves, ficou bem e o Sea Vixen aparentemente ficou com alguns estragos que esperamos sejam menores e que rapidamente sejam arranjados de forma a voltar aos céus o mais rápido possível.

@Scott Debinett

Um caça icónico, turbojato, entrou ao serviço em 1959 durante os tempos áureos da Guerra Fria nos anos 1960 e 1970, foram utilizados na África Oriental em 1964, no Golfo Pérsico em 1961 e 1964.
@ Scott Debinett

O CannonTwo espera que o tempo que vamos estar sem ver a Foxy Lady seja curto e que volte rapidamente aos céus.

@Christopher Shaw

A primeira foto é do meu amigo Andy Rouse, a seguinte do Eric e a terceira da Royal Navy. Fiquem bem. Jorge Ruivo













































sábado, 29 de abril de 2017

Bulgária opta pelo Saab Gripen


A Bulgária decidiu iniciar conversações com a Suécia para adquirir 8 novos caças Saab Gripen para substituir os seus Mig-29 Fulcrum. Esta escolha surge em detrimento das ofertas de F-16 de Portugal equipados com armamento norte-americano e Eurofighter Typhoon italianos, em ambas as situações caças em segunda mão.


No ano passado, o parlamento da Bulgária, aprovou um plano para adquirir 8 aviões de caça novos ou usados entre 2018 e 2020 para melhorar a conformidade do país com os padrões NATO e substituir os sues Mig-29. Estima-se que o negócio ronde os 836 milhões de dólares.


Uma comissão especial para as negociações deverá ser criada dentro de uma semana e as conversações com a Suécia serão realizadas pelo próximo governo da Bulgária, que deverá entrar em funções na próxima semana. Fonte: Reuters
















































A Bulgária decidiu iniciar conversações com a Suécia para adquirir 8 novos caças Saab Gripen para substituir os seus Mig-29 Fulcrum. Esta escolha surge em detrimento das ofertas de F-16 de Portugal equipados com armamento norte-americano e Eurofighter Typhoon italianos, em ambas as situações caças em segunda mão.


No ano passado, o parlamento da Bulgária, aprovou um plano para adquirir 8 aviões de caça novos ou usados entre 2018 e 2020 para melhorar a conformidade do país com os padrões NATO e substituir os sues Mig-29. Estima-se que o negócio ronde os 836 milhões de dólares.


Uma comissão especial para as negociações deverá ser criada dentro de uma semana e as conversações com a Suécia serão realizadas pelo próximo governo da Bulgária, que deverá entrar em funções na próxima semana. Fonte: Reuters