sábado, 26 de maio de 2012

Voar - Uma sensação espectacular

O CannonTwo inicia aqui uma fase nova que são a inclusão de filmagens. Este foi o primeiro que editei e onde misturei fotos com filmagens. Estas imagens foram recolhidas num voo de Zephyr 2000 e talvez possa transmitir um pouco da espectacularidade que é sensação de voar. Lamento que por vez o "gajo" da máquina que eu não digo quem sou, tape a filmagem momentaneamente. Refiro ainda que o CannonTwo apenas tem trabalhos da minha autoria especialmente as fotos e agora também com a inclusão de mini filmes. Espero que seja do vosso agrado. Fiquem bem, Jorge Ruivo


video

domingo, 20 de maio de 2012

CannonTwo em Benavente

No dia 12 de Maio fui até Benavente a convite do meu amigo Octávio Novo a bordo do UKU. Fui atraído pelo almoço uma vez que "leitão" fazia parte do menu da refeição, eheheh. O UKU é um Zephyir 2000, que está baseado no aeródromo da Tojeira a sul da Ericeira e a norte de Sintra. Iniciamos com uma viagem de automóvel da Marinha Grande que durou cerca
de 1 hora e 30 minutos e na Tojeira já estava o Jorge Humberto a preparar a sua máquina para nós nos deliciarmos com mais uns minutos de voo até Benavente, o tempo até nem estava grande espingarda mas a vista lá de cima é sempre encantadora. Ir até
Benavente era uma oportunidade para conhecer o Paulo Cunha e a malta de lá, até porque o meu facebook costuma ter bastantes notas da Tertúlia do CVB e de referir os grandes eventos/encontros que por lá tem sido organizados, eu é que nunca lá tinha estado.
Durante a viagem para Benavente não queria deixar de referir que passamos ao lado de um dos monumentos mais bonitos de Portugal, o Convento de Mafra onde curiosamente vivi 4 meses da minha vida na Escola Prática de Infantaria, como feijão verde :-), é que visto de
cima tem outro encanto. Chegados a Benavente a tão tradicional passagem baixa seguida de aterragem final, ou por outras palavras um low-approach seguido de close (eheheh), e lá estávamos nós a parquear junto das outras máquinas. Com os pés no chão as
minhas primeiras fotos foram para aqueles que eu naquele momento achava serem dos mais importantes, os amigos que estavam a grelhar a carne. Sim, enquanto a malta da fotografia se deliciava em fotografar máquinas, eu estava virado para o almoço, porque com assuntos de
comida não se brinca. Ainda registei umas passagens, mas com uma lente 10-24mm não se consegue fazer milagres, motivo porque nem tentei fotografar a demo do Cmdt Garção com o seu Pitts em mais um show aéreo para todos os amantes da aviação presentes.
Gostaria de salientar que o motivo principal do evento foi o 4º aniversário do Portugal Spotters, os meus parabéns e votos de longevidade para a associação, um obrigado ao Guilhermino Pinto e restantes associados uma vez que "sofremos" da mesma doença. Depois do
almoço, segui-se uma entrega de prémios e chegou a hora de voltar à Tojeira. Gostaria de agradecer aos amigos do Campo de Voo de Benavente e aos amigos da Tertúlia, pelo bons momentos passados, eu vou tentar aparecer mais dado que a malta de lá é mesmo
impecável. Pena que nestas alturas quando estamos a gostar o tempo passa bem depressa sem darmos por ele e como tínhamos que fazer todo um trajecto de regresso, não tardou a autorização para descolar em direcção à Tojeira. Uma vez mais muito obrigado pela excelente forma como fomos recebidos, um agradecimento também ao Jorge Humberto pelo UKU e ao Octávio pela boleia. Espero que esta reportagem seja do vosso agrado, fiquem bem, Jorge Ruivo.
No dia 12 de Maio fui até Benavente a convite do meu amigo Octávio Novo a bordo do UKU. Fui atraído pelo almoço uma vez que "leitão" fazia parte do menu da refeição, eheheh. O UKU é um Zephyir 2000, que está baseado no aeródromo da Tojeira a sul da Ericeira e a norte de Sintra. Iniciamos com uma viagem de automóvel da Marinha Grande que durou cerca
de 1 hora e 30 minutos e na Tojeira já estava o Jorge Humberto a preparar a sua máquina para nós nos deliciarmos com mais uns minutos de voo até Benavente, o tempo até nem estava grande espingarda mas a vista lá de cima é sempre encantadora. Ir até
Benavente era uma oportunidade para conhecer o Paulo Cunha e a malta de lá, até porque o meu facebook costuma ter bastantes notas da Tertúlia do CVB e de referir os grandes eventos/encontros que por lá tem sido organizados, eu é que nunca lá tinha estado.
Durante a viagem para Benavente não queria deixar de referir que passamos ao lado de um dos monumentos mais bonitos de Portugal, o Convento de Mafra onde curiosamente vivi 4 meses da minha vida na Escola Prática de Infantaria, como feijão verde :-), é que visto de
cima tem outro encanto. Chegados a Benavente a tão tradicional passagem baixa seguida de aterragem final, ou por outras palavras um low-approach seguido de close (eheheh), e lá estávamos nós a parquear junto das outras máquinas. Com os pés no chão as
minhas primeiras fotos foram para aqueles que eu naquele momento achava serem dos mais importantes, os amigos que estavam a grelhar a carne. Sim, enquanto a malta da fotografia se deliciava em fotografar máquinas, eu estava virado para o almoço, porque com assuntos de
comida não se brinca. Ainda registei umas passagens, mas com uma lente 10-24mm não se consegue fazer milagres, motivo porque nem tentei fotografar a demo do Cmdt Garção com o seu Pitts em mais um show aéreo para todos os amantes da aviação presentes.
Gostaria de salientar que o motivo principal do evento foi o 4º aniversário do Portugal Spotters, os meus parabéns e votos de longevidade para a associação, um obrigado ao Guilhermino Pinto e restantes associados uma vez que "sofremos" da mesma doença. Depois do
almoço, segui-se uma entrega de prémios e chegou a hora de voltar à Tojeira. Gostaria de agradecer aos amigos do Campo de Voo de Benavente e aos amigos da Tertúlia, pelo bons momentos passados, eu vou tentar aparecer mais dado que a malta de lá é mesmo
impecável. Pena que nestas alturas quando estamos a gostar o tempo passa bem depressa sem darmos por ele e como tínhamos que fazer todo um trajecto de regresso, não tardou a autorização para descolar em direcção à Tojeira. Uma vez mais muito obrigado pela excelente forma como fomos recebidos, um agradecimento também ao Jorge Humberto pelo UKU e ao Octávio pela boleia. Espero que esta reportagem seja do vosso agrado, fiquem bem, Jorge Ruivo.