quinta-feira, 28 de julho de 2016

Primeiro voo do F-35 Lightning II para a Força Aérea de Israel.


O primeiro F-35 Lightning II da Força Aérea de Israel  (IAF) fez o primeiro voo no passado dia 25 de Julho. Conhecido como o "Adir,", que significa "Poderoso" em hebraico, o AS-1 efectuou o seu primeiro voou de testes a partir da fábrica de produção de Lockheed Martin.



A entrega dos primeiros F-35 Adir AS-1 e AS-2, está prevista para meados de Dezembro na Base Aérea de Navatim, Israel, para dar inicio às missões de treino e formação de pilotos. O programa de aquisição de 33 F-35 de aterragem e descolagem convencional, irá proporcionar uma mais valia significativa para manter a sua vantagem militar no Médio Oriente dotando a IAF de uma capacidade avançada adicional. para as ameaças emergentes.

Fonte: Voo F-35 Lightning II de Israel


















































O primeiro F-35 Lightning II da Força Aérea de Israel  (IAF) fez o primeiro voo no passado dia 25 de Julho. Conhecido como o "Adir,", que significa "Poderoso" em hebraico, o AS-1 efectuou o seu primeiro voou de testes a partir da fábrica de produção de Lockheed Martin.



A entrega dos primeiros F-35 Adir AS-1 e AS-2, está prevista para meados de Dezembro na Base Aérea de Navatim, Israel, para dar inicio às missões de treino e formação de pilotos. O programa de aquisição de 33 F-35 de aterragem e descolagem convencional, irá proporcionar uma mais valia significativa para manter a sua vantagem militar no Médio Oriente dotando a IAF de uma capacidade avançada adicional. para as ameaças emergentes.

Fonte: Voo F-35 Lightning II de Israel

















































sexta-feira, 10 de junho de 2016

Caracóis no desfile do Dia de Portugal


10 de Junho, dia de Portugal. A Força Aérea Portuguesa disponibilizou umas fotos fantásticas dos Caracóis durante o voo no desfile das Forças em parada nas comemorações do 10 de Junho.


A Praça do Comercio em Lisboa encheu-se hoje de portugueses para assistir às cerimónias do 10 de Junho que iniciaram às 10 horas quando soou o Hino Nacional e se ouviram uma salva tiros de canhão.


Como habitual o encerramento das comemorações é feito com o desfile das forças em parada onde estão presentes os três ramos das Forças Armadas e não podia deixar de partilhar as imagens e divulgar as imagens tiradas a bordo de um Alphajet da Esquadra 103 Caracóis onde a Força Aérea nos brinda com uma visão diferente de quem esteve no desfile aéreo.
Fotos: Força Aérea Portuguesa.




























































10 de Junho, dia de Portugal. A Força Aérea Portuguesa disponibilizou umas fotos fantásticas dos Caracóis durante o voo no desfile das Forças em parada nas comemorações do 10 de Junho.


A Praça do Comercio em Lisboa encheu-se hoje de portugueses para assistir às cerimónias do 10 de Junho que iniciaram às 10 horas quando soou o Hino Nacional e se ouviram uma salva tiros de canhão.


Como habitual o encerramento das comemorações é feito com o desfile das forças em parada onde estão presentes os três ramos das Forças Armadas e não podia deixar de partilhar as imagens e divulgar as imagens tiradas a bordo de um Alphajet da Esquadra 103 Caracóis onde a Força Aérea nos brinda com uma visão diferente de quem esteve no desfile aéreo.
Fotos: Força Aérea Portuguesa.



























































BALTOPS 2016 - Maior exercício marítimo no Norte da Europa


BALTOPS é o primeiro exercício militar marítimo na região do mar Báltico e um dos maiores exercícios no norte da Europa. 


Em 2016 o objectivo será o de demonstrar a interoperabilidade dos aliados e dos parceiros da NATO e para assegurar às nações o compromisso da NATO para a segurança e estabilidade na região do Mar Báltico. 


O mais recente de uma serie de exercícios anuais que ocorreram nos últimos 40 anos, BALTOPS 16 também terá o objectivo principal de treinar todo o espectro da guerra naval incluindo AAW ( Defesa Anti-aérea ), ASuW ( Guerra Anti-Superfície ), ASW ( Guerra Anti-Submarina ), MCM ( medidas defensivas e anti-minas ), anfíbios e operações de interdição marítima e ainda treino em Guerra Assimétrica. Comandado a partir do quartel da NATO em Portugal, vamos voltar a liderar e planeamento, coordenação e execução do exercício.


Este exercício decorre entre 3 e 19 de Junho e participam as seguintes forças da NATO: Bélgica, Dinamarca; Estónia, França, Alemanha, Itália, Letónia, Lituânia, Holanda, Noruega, Polónia, Portugal Reino Unido e Estados Unidos. Os parceiros da NATO que participam são a Finlândia e a Suécia.


Fonte: BALTOPS 2016
Fiquem bem, Jorge Ruivo











































BALTOPS é o primeiro exercício militar marítimo na região do mar Báltico e um dos maiores exercícios no norte da Europa. 


Em 2016 o objectivo será o de demonstrar a interoperabilidade dos aliados e dos parceiros da NATO e para assegurar às nações o compromisso da NATO para a segurança e estabilidade na região do Mar Báltico. 


O mais recente de uma serie de exercícios anuais que ocorreram nos últimos 40 anos, BALTOPS 16 também terá o objectivo principal de treinar todo o espectro da guerra naval incluindo AAW ( Defesa Anti-aérea ), ASuW ( Guerra Anti-Superfície ), ASW ( Guerra Anti-Submarina ), MCM ( medidas defensivas e anti-minas ), anfíbios e operações de interdição marítima e ainda treino em Guerra Assimétrica. Comandado a partir do quartel da NATO em Portugal, vamos voltar a liderar e planeamento, coordenação e execução do exercício.


Este exercício decorre entre 3 e 19 de Junho e participam as seguintes forças da NATO: Bélgica, Dinamarca; Estónia, França, Alemanha, Itália, Letónia, Lituânia, Holanda, Noruega, Polónia, Portugal Reino Unido e Estados Unidos. Os parceiros da NATO que participam são a Finlândia e a Suécia.


Fonte: BALTOPS 2016
Fiquem bem, Jorge Ruivo










































segunda-feira, 30 de maio de 2016

Esquema de pintura para os F-16 da Força Aérea da Roménia.



Está a aproximar-se o momento da entrega dos primeiros F-16 à Força Aérea Romena, é todo um projecto que inclui a formação de pilotos, manutenção e a modificação dos mesmo para o cenário da Roménia.


Não deixa de ser curioso a diferença para a pintura portuguesa e nós estamos perante uma novidade no que toca a camuflagens de F-16 por todo o mundo.
Fiquem bem Jorge Ruivo


































Está a aproximar-se o momento da entrega dos primeiros F-16 à Força Aérea Romena, é todo um projecto que inclui a formação de pilotos, manutenção e a modificação dos mesmo para o cenário da Roménia.


Não deixa de ser curioso a diferença para a pintura portuguesa e nós estamos perante uma novidade no que toca a camuflagens de F-16 por todo o mundo.
Fiquem bem Jorge Ruivo
































Beverely Herd 16-01


Fotos espectaculares do Beverely Herd 16-01 um exercício militar que decorre na Base Aérea de Osan na Republica da Coreia. 


Trata-se de um exercício para testar o nível de prontidão do 51º Fighter Wing da Força Aérea dos Estados Unidos, Força Aérea e Exercito da Coreia que durante 3 dias treinaram conjuntamente para manterem um nível alto de interoperabilidade entre as forças.


As fotos da autoria de Jake Melamby via 51º Fighter Wing ilustram um treino de rotina com F-16C e A-10 Thunderbolt II perto da Base Aérea de Osan.





































































Fotos espectaculares do Beverely Herd 16-01 um exercício militar que decorre na Base Aérea de Osan na Republica da Coreia. 


Trata-se de um exercício para testar o nível de prontidão do 51º Fighter Wing da Força Aérea dos Estados Unidos, Força Aérea e Exercito da Coreia que durante 3 dias treinaram conjuntamente para manterem um nível alto de interoperabilidade entre as forças.


As fotos da autoria de Jake Melamby via 51º Fighter Wing ilustram um treino de rotina com F-16C e A-10 Thunderbolt II perto da Base Aérea de Osan.




































































segunda-feira, 11 de abril de 2016

Caças Indianos na Base Aérea de Beja



De passagem por Portugal e com destino ao Alasca, oito caças Indianos e acompanhados por 2 reabastecedores aéreos Ilyushin Il-78 e dois aviões de transporte C-17 Globemaster, aterraram na passada quinta feira na Base Aérea de Beja.


Os 4 Sukhoi-30 e os 4 Jaguares vão participar no Red Flag que se irá realizar no Alaska de 28 de Abril até 13 de maio nas Base Aéreas de Eiélson e de Elmendorf .


No âmbito da cooperação militar entre a Índia e os Estados Unidos de forma mais intensa, a Índia está a enviar um contingente de 150 militares e cerca de 12 aeronaves a um dos mais prestigiados exercício militares que é o Red Flag pela segunda vez. A última vez que a Índia esteve presente neste evento foi no ano de 2008 apenas com aviões Sukhoi-30 MKI. na Base Aérea de Nellis.


O exercício vai contar com aeronaves dos Estados Unidos e de outros países da NATO e será mais uma oportunidade para a Força Aérea Indiana treinar em ambientes complexos jogos de guerra a operar em operações especiais. Aeronaves como o F-22 Raptor e outros caças vão estar envolvidos pelo será uma boa experiência para os Jaguar e Sukhoi 30 indianos.


Dada a grande distancia as aeronaves indianas vão efectuar paragem no Bahrain, Egipto, França, Portugal, Canadá para então chegarem ao Alaska para o Red Flag.
Já em 2004 Portugal, recebeu um contigente militar Indiano de passagem para o Alaska para o exercicio na mesma base aérea Cope-Thunder.


O CannonTwo agradece ao Rafael Vieira a sua disponibilidade para partilhar aqui as suas fotos da chegada das aeronaves Indianas à Base Aérea 11 de Beja e partilhamos o link da galeria no Flickr com Fotos Rafael Vieira:






























































De passagem por Portugal e com destino ao Alasca, oito caças Indianos e acompanhados por 2 reabastecedores aéreos Ilyushin Il-78 e dois aviões de transporte C-17 Globemaster, aterraram na passada quinta feira na Base Aérea de Beja.


Os 4 Sukhoi-30 e os 4 Jaguares vão participar no Red Flag que se irá realizar no Alaska de 28 de Abril até 13 de maio nas Base Aéreas de Eiélson e de Elmendorf .


No âmbito da cooperação militar entre a Índia e os Estados Unidos de forma mais intensa, a Índia está a enviar um contingente de 150 militares e cerca de 12 aeronaves a um dos mais prestigiados exercício militares que é o Red Flag pela segunda vez. A última vez que a Índia esteve presente neste evento foi no ano de 2008 apenas com aviões Sukhoi-30 MKI. na Base Aérea de Nellis.


O exercício vai contar com aeronaves dos Estados Unidos e de outros países da NATO e será mais uma oportunidade para a Força Aérea Indiana treinar em ambientes complexos jogos de guerra a operar em operações especiais. Aeronaves como o F-22 Raptor e outros caças vão estar envolvidos pelo será uma boa experiência para os Jaguar e Sukhoi 30 indianos.


Dada a grande distancia as aeronaves indianas vão efectuar paragem no Bahrain, Egipto, França, Portugal, Canadá para então chegarem ao Alaska para o Red Flag.
Já em 2004 Portugal, recebeu um contigente militar Indiano de passagem para o Alaska para o exercicio na mesma base aérea Cope-Thunder.


O CannonTwo agradece ao Rafael Vieira a sua disponibilidade para partilhar aqui as suas fotos da chegada das aeronaves Indianas à Base Aérea 11 de Beja e partilhamos o link da galeria no Flickr com Fotos Rafael Vieira:




























































sexta-feira, 8 de abril de 2016

Esquema de pintura dos F-16 da Roménia


Esta a aproximar-se a passos largos a data da entrega dos primeiros F-16 da Força Aérea da Roménia que estão a ser transformado e preparados pela Força Aérea Portuguesa. Depois do excelente trabalho efectuado pelos militares do DOCA 4, segue-se todo um trabalho de preparação dos 12 caças que serão entregues à Força Aérea da Roménia.


Partilho as fotos da autoria do Marco Casaleiro, do 15123, numa das suas chegadas à Base Aérea de Monte Real onde já se pode observar o novo esquema de pintura para a Força Aérea da Roménia. O meu agradecimento especial ao autor. Fiquem bem. Jorge Ruivo






























Esta a aproximar-se a passos largos a data da entrega dos primeiros F-16 da Força Aérea da Roménia que estão a ser transformado e preparados pela Força Aérea Portuguesa. Depois do excelente trabalho efectuado pelos militares do DOCA 4, segue-se todo um trabalho de preparação dos 12 caças que serão entregues à Força Aérea da Roménia.


Partilho as fotos da autoria do Marco Casaleiro, do 15123, numa das suas chegadas à Base Aérea de Monte Real onde já se pode observar o novo esquema de pintura para a Força Aérea da Roménia. O meu agradecimento especial ao autor. Fiquem bem. Jorge Ruivo