segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Aterragem do voo KC1833 da Air Astana na Base Aérea nº11 Beja



Dois F-16 da Força Aérea Portuguesa conseguiram fazer aterrar com segurança na Base Aérea de Beja um Embraer com os instrumentos de navegação defeituosos. Outros dois F-16 estavam prontos na Base Aérea de Monte Real , assim como a Marinha para o caso de uma aterragem de emergência no mar. Parabéns à Força Aérea Portuguesa na preciosa ajuda de forma a evitar-se uma tragédia. 


















































































sexta-feira, 5 de outubro de 2018

60 anos da Esquadra 201 Falcões


Ano dos Falcões. 60 anos a servir Portugal cumprindo o lema: "Guerra ou Paz tanto nos Faz".



A operar uma das versões mais modernas do F-16, uma plataforma com excelentes capacidades operacionais que aliadas ao profissionalismo, competência e dedicação dos seus elementos faz dos Falcões uma Esquadra de referência para a Força Aérea Portuguesa

Com 60.000 horas voadas no F-86 Sabre, passando pelas 30.000 horas operadas pelo A-7P Corsair II e as milhares de horas ainda pela frente no atual F-16AM, os Falcões vão manter-se na vanguarda da sua nobre missão de defender dos céus nacionais fazendo jus ao seu lema.



Para comemorar esta data foi efectuada uma pintura especial alusiva a esta data na cauda do F-16 15103. As fotos são da autoria de um Falcão, que eu quero aqui agradecer a sua amabilidade em poder partilhá-la no Cannon Two, João "Speedy" Gonçalves. Muito obrigado.



Aproveito para endereçar os meus parabéns a todos os Falcões aos antigos a aos actuais e que continuem no cumprimento da vossa nobre missão por muitos mais anos. Fiquem bem. Jorge Ruivo.












































































Ano dos Falcões. 60 anos a servir Portugal cumprindo o lema: "Guerra ou Paz tanto nos Faz".



A operar uma das versões mais modernas do F-16, uma plataforma com excelentes capacidades operacionais que aliadas ao profissionalismo, competência e dedicação dos seus elementos faz dos Falcões uma Esquadra de referência para a Força Aérea Portuguesa

Com 60.000 horas voadas no F-86 Sabre, passando pelas 30.000 horas operadas pelo A-7P Corsair II e as milhares de horas ainda pela frente no atual F-16AM, os Falcões vão manter-se na vanguarda da sua nobre missão de defender dos céus nacionais fazendo jus ao seu lema.



Para comemorar esta data foi efectuada uma pintura especial alusiva a esta data na cauda do F-16 15103. As fotos são da autoria de um Falcão, que eu quero aqui agradecer a sua amabilidade em poder partilhá-la no Cannon Two, João "Speedy" Gonçalves. Muito obrigado.



Aproveito para endereçar os meus parabéns a todos os Falcões aos antigos a aos actuais e que continuem no cumprimento da vossa nobre missão por muitos mais anos. Fiquem bem. Jorge Ruivo.











































































domingo, 16 de setembro de 2018

Base Aberta - BA 5 Monte Real



Hoje dia 16 de Setembro foi o dia em a Força Aérea Portuguesa abriu ao público a Base Aérea 5 de Monte Real.  Desde manhã cedo que todos os caminhos iam dar à BA 5 para o habitual dia que os portões são abertos ao público para mostrar como é um dia normal de trabalho na nossa "Fighter Town".




A actividade aérea iniciou-se com o salto de um C-295 dos Falcões Negros que carregavam entre outras a bandeira da Força Aérea e a Bandeira Nacional. Houve também a chegada das aeronaves do Aeroclube de Leiria que está próximo de comemorar 80 anos.



Seguidamente iniciaram-se os baptismos de voo no C-295 e as descolagens dos F-16AM Fighting Falcon para as missões da manhã com uns treinos de low approach que são sempre especiais para os amantes da fotografia.



A Base Aérea de Monte Real estava cheia de publico para este dia especial, o numero 25.000 deverá ser um numero de publico presente, correndo eu o risco de ter de vir corrigir. 




De tarde a actividade aérea foi mais intensa com a descolagem de 16 F-16AM/BM, 13 dos quais saíram da frente dos hangares, passagens em formação dos F-16 com um reabastecedor aéreo A-310 MRTT, seguido de um Mass Atack com alguns dos F-16 e a continuidade dos voos do C-295 para delicia dos contemplados nos sorteios para os Baptismos de Voo.



Foi mais um dia em que a Força Aérea mostrou ao grande publico presente como é um dia normal de trabalho na Base Aérea 5 de Monte Real e quem esteve presente viu como se faz e como é todo a envolvência militar para ter no ar os nossos F-16 Fighting Falcon. Fiquem bem. Jorge Ruivo








































































Hoje dia 16 de Setembro foi o dia em a Força Aérea Portuguesa abriu ao público a Base Aérea 5 de Monte Real.  Desde manhã cedo que todos os caminhos iam dar à BA 5 para o habitual dia que os portões são abertos ao público para mostrar como é um dia normal de trabalho na nossa "Fighter Town".




A actividade aérea iniciou-se com o salto de um C-295 dos Falcões Negros que carregavam entre outras a bandeira da Força Aérea e a Bandeira Nacional. Houve também a chegada das aeronaves do Aeroclube de Leiria que está próximo de comemorar 80 anos.



Seguidamente iniciaram-se os baptismos de voo no C-295 e as descolagens dos F-16AM Fighting Falcon para as missões da manhã com uns treinos de low approach que são sempre especiais para os amantes da fotografia.



A Base Aérea de Monte Real estava cheia de publico para este dia especial, o numero 25.000 deverá ser um numero de publico presente, correndo eu o risco de ter de vir corrigir. 




De tarde a actividade aérea foi mais intensa com a descolagem de 16 F-16AM/BM, 13 dos quais saíram da frente dos hangares, passagens em formação dos F-16 com um reabastecedor aéreo A-310 MRTT, seguido de um Mass Atack com alguns dos F-16 e a continuidade dos voos do C-295 para delicia dos contemplados nos sorteios para os Baptismos de Voo.



Foi mais um dia em que a Força Aérea mostrou ao grande publico presente como é um dia normal de trabalho na Base Aérea 5 de Monte Real e quem esteve presente viu como se faz e como é todo a envolvência militar para ter no ar os nossos F-16 Fighting Falcon. Fiquem bem. Jorge Ruivo






































































sábado, 30 de junho de 2018

F-16 Solo Display Belga com a Bandeira Nacional


Já chegou a Portugal o F-16 Solo Display Belga para actuar no 66º Aniversário da Força Aérea Portuguesa. 

Pilotado pelo Capitão Stefan "Vador" Dart com mais de 3.000 horas de voo em F-16, vai ser nos próximos 3 anos.

A pintura especial tem uma analogia à "Dark Force" das Guerra das Estrelas e tem a particularidade de num dos estabilizadores horizontais envergar a bandeira nacional do país onde vai atuar. 

Assim, o F-16 já carrega a Bandeira Nacional.
Um agradecimento especial ao Boris Hermand pela autorização da partilha da foto.
Site:  Dark Falcon








































































































Já chegou a Portugal o F-16 Solo Display Belga para actuar no 66º Aniversário da Força Aérea Portuguesa. 

Pilotado pelo Capitão Stefan "Vador" Dart com mais de 3.000 horas de voo em F-16, vai ser nos próximos 3 anos.

A pintura especial tem uma analogia à "Dark Force" das Guerra das Estrelas e tem a particularidade de num dos estabilizadores horizontais envergar a bandeira nacional do país onde vai atuar. 

Assim, o F-16 já carrega a Bandeira Nacional.
Um agradecimento especial ao Boris Hermand pela autorização da partilha da foto.
Site:  Dark Falcon







































































































sexta-feira, 29 de junho de 2018

66º Aniversário da Força Aérea Portuguesa



Évora foi a cidade escolhida para as comemorações do 66º  aniversário da Força Aérea.

Do programa das comemorações constam uma cerimónia militar, concertos da Banda da Força Aérea e um Festival Aéreo no Aeródromo de Évora. A cidade vai também acolher uma exposição estática, onde estarão presentes, entre outros meios, uma aeronave F-16 e um Alouette III, entre outras atracções.
Fonte: www.emfa.pt









































































Évora foi a cidade escolhida para as comemorações do 66º  aniversário da Força Aérea.

Do programa das comemorações constam uma cerimónia militar, concertos da Banda da Força Aérea e um Festival Aéreo no Aeródromo de Évora. A cidade vai também acolher uma exposição estática, onde estarão presentes, entre outros meios, uma aeronave F-16 e um Alouette III, entre outras atracções.
Fonte: www.emfa.pt







































































terça-feira, 1 de maio de 2018

A-400 da RAF interceptado pelos F-16 de Monte Real


Numa missão para Marrocos, um A-400 Atlas da Royal Air Force foi interceptado pela parelha de alerta de F-16 ( QRA ) da Base Aérea de Monte Real.


No passado domingo dia 29 de Abril, os F-16 de alerta descolaram para interceptarem um A-400 Atlas da Real Força Aérea Inglesa que passava ao largo da nossa costa numa missão de treino.


As imagens são da autoria do Squadron XXIV que fotografou os F-16 nacionais e as partilhou na sua página do Twitter. Fonte: 24 Sqn

























































Numa missão para Marrocos, um A-400 Atlas da Royal Air Force foi interceptado pela parelha de alerta de F-16 ( QRA ) da Base Aérea de Monte Real.


No passado domingo dia 29 de Abril, os F-16 de alerta descolaram para interceptarem um A-400 Atlas da Real Força Aérea Inglesa que passava ao largo da nossa costa numa missão de treino.


As imagens são da autoria do Squadron XXIV que fotografou os F-16 nacionais e as partilhou na sua página do Twitter. Fonte: 24 Sqn
























































Nato Tigermeet 2018 - 31 Squadron Bélgica


A Bélgica irá estar presente no Tigermeet de 2018 com o 31 Tiger Squadron, que desde sempre se apresentou com pelo menos uma aeronave espectacularmente decorada com pinturas tigre.



Desde Abril que a esquadra já tem a pintura no FA-116, um trabalho efectuado por Peter Verheyen e Johan Wolfs. Mais uma pintura que irá enriquecer o exercício Tigre da Nato, este ano a realizar-se em Poznan-Krzesiny, na Polónia. Fonte:31 Tiger Sqn









































































A Bélgica irá estar presente no Tigermeet de 2018 com o 31 Tiger Squadron, que desde sempre se apresentou com pelo menos uma aeronave espectacularmente decorada com pinturas tigre.



Desde Abril que a esquadra já tem a pintura no FA-116, um trabalho efectuado por Peter Verheyen e Johan Wolfs. Mais uma pintura que irá enriquecer o exercício Tigre da Nato, este ano a realizar-se em Poznan-Krzesiny, na Polónia. Fonte:31 Tiger Sqn