domingo, 12 de abril de 2015

Polar Growl (2) - Espaço Aéreo Holandês

Uma missão de alerta de reacção rápida, mais familiar como QRA - Quick Reaction Alerta, de F-16 AM da Força Aérea Holandesa. Sendo uma missão real ou treino assim que soa o alarme na Esquadra dos F-16, 2 pilotos e 2 crew-chiefs correm para os aviões para que os 2 F-16AM de alerta estejam no ar no máximo em 15 minutos. Um dos pilotos entra em contacto com o centro de controlo aéreo, é informado de que 2 bombardeiros estratégicos estão a aproximar-se da zona de responsabilidade holandesa, sem autorização e sem comunicações.
Em poucos minutos os F-16 estão na pista, aceleram ao máximo e rapidamente estão no ar a cerca de 1.000 km/h em direcção aos alvos de intercepção que estão a aproximarem-se pelo norte dos Países Baixos e em 10 minutos os 2 F-16 já têm no seu campo de visão os 2 bombardeiros, depois de terem sido autorizados a passar a barreira do som.
Desta vez são 2 B-52H Stratofortress, vindos dos Estados Unidos numa missão de mais de 24 horas no âmbito do exercício militar Polar Growl ( já aqui referido ), onde os bombardeiros americanos treinam conjuntamente com alguns países da NATO este tipo de intercepções.
As fotos são da autoria do Frank Crebas, que teve o privilégio de captar estas excelentes fotos durante esta missão de treino. Fonte: Real Força Aérea Holandesa. Fotos: Frank Crebas




































Uma missão de alerta de reacção rápida, mais familiar como QRA - Quick Reaction Alerta, de F-16 AM da Força Aérea Holandesa. Sendo uma missão real ou treino assim que soa o alarme na Esquadra dos F-16, 2 pilotos e 2 crew-chiefs correm para os aviões para que os 2 F-16AM de alerta estejam no ar no máximo em 15 minutos. Um dos pilotos entra em contacto com o centro de controlo aéreo, é informado de que 2 bombardeiros estratégicos estão a aproximar-se da zona de responsabilidade holandesa, sem autorização e sem comunicações.
Em poucos minutos os F-16 estão na pista, aceleram ao máximo e rapidamente estão no ar a cerca de 1.000 km/h em direcção aos alvos de intercepção que estão a aproximarem-se pelo norte dos Países Baixos e em 10 minutos os 2 F-16 já têm no seu campo de visão os 2 bombardeiros, depois de terem sido autorizados a passar a barreira do som.
Desta vez são 2 B-52H Stratofortress, vindos dos Estados Unidos numa missão de mais de 24 horas no âmbito do exercício militar Polar Growl ( já aqui referido ), onde os bombardeiros americanos treinam conjuntamente com alguns países da NATO este tipo de intercepções.
As fotos são da autoria do Frank Crebas, que teve o privilégio de captar estas excelentes fotos durante esta missão de treino. Fonte: Real Força Aérea Holandesa. Fotos: Frank Crebas




































sábado, 4 de abril de 2015

Polar Growl - Exercicio conjunto B-52H e caças da NATO

Dois B-52 Stratofortress do 2º Bomb Wing da base de Barksdale e mais dois do 5º Bomb Wing da Base Aérea de Minot, Estados Unidos completaram várias missões de ida e volta directamente das suas bases para as regiões do Árctico e do Mar do Norte.
A exercício de treino chamado Polar Growl, permitiu às tripulações do B-52H melhorar as suas competências de navegação e a sua capacidade para operar com os parceiros aliados, e ao mesmo tempo demonstrando a capacidade do Comando Estratégico dos Estados Unidos.
Caças da Força Aérea do Canadá, da Real Força Aérea Inglesa e Holandesa, tiveram oportunidade de conduzir missões treino de intercepção aéreas com o B-52H que é tem capacidade para transportar uma grande quantidade de material bélico convencional ou armas de precisão nuclear a longas distancias, dando aos seus estrategas rapidez e capacidade de gerar efeitos decisivos nos teatros operacionais. Fonte stratcom.mil; Fotos 1 e 3 USAF






































Dois B-52 Stratofortress do 2º Bomb Wing da base de Barksdale e mais dois do 5º Bomb Wing da Base Aérea de Minot, Estados Unidos completaram várias missões de ida e volta directamente das suas bases para as regiões do Árctico e do Mar do Norte.
A exercício de treino chamado Polar Growl, permitiu às tripulações do B-52H melhorar as suas competências de navegação e a sua capacidade para operar com os parceiros aliados, e ao mesmo tempo demonstrando a capacidade do Comando Estratégico dos Estados Unidos.
Caças da Força Aérea do Canadá, da Real Força Aérea Inglesa e Holandesa, tiveram oportunidade de conduzir missões treino de intercepção aéreas com o B-52H que é tem capacidade para transportar uma grande quantidade de material bélico convencional ou armas de precisão nuclear a longas distancias, dando aos seus estrategas rapidez e capacidade de gerar efeitos decisivos nos teatros operacionais. Fonte stratcom.mil; Fotos 1 e 3 USAF






































quinta-feira, 2 de abril de 2015

Thunderbirds - 32 anos a voar F-16

Permanecendo fiel ao seu carácter para mostrar sempre o mais recente avanço na tecnologia de caça dos Estados Unidos, o primeiro F-16A vermelho, branco e azul foi entregue aos Thunderbirds na Base Aérea de Nellis em 22 de junho de 1982 e nesse ano não qualquer demonstração aérea.
Faz hoje precisamente 32 anos que os Thunderbirds fizeram a sua aparição num Festival Aéreo com 6 F-16A liderados pelo Major Jim Latham, com os Capitães Steve Chealander, Howard Attarian e John Bostick, e os Majores Lawrence Stellmon e Schumpert '' Hoss '' Jones.
O Festival Aéreo foi na Base Aérea de Langley no Estados Unidos e decorreu no dia 2 de Abril de 1983, data da primeira demo dos Thunderbirds com o seu novo avião, F-16A Fighting Falcon. O primeiro F-16A ( 81-0663) foi oficialmente o primeiro nº1 da patrulha.
Fonte:National Museum; Foto 1 USAF



















































Permanecendo fiel ao seu carácter para mostrar sempre o mais recente avanço na tecnologia de caça dos Estados Unidos, o primeiro F-16A vermelho, branco e azul foi entregue aos Thunderbirds na Base Aérea de Nellis em 22 de junho de 1982 e nesse ano não qualquer demonstração aérea.
Faz hoje precisamente 32 anos que os Thunderbirds fizeram a sua aparição num Festival Aéreo com 6 F-16A liderados pelo Major Jim Latham, com os Capitães Steve Chealander, Howard Attarian e John Bostick, e os Majores Lawrence Stellmon e Schumpert '' Hoss '' Jones.
O Festival Aéreo foi na Base Aérea de Langley no Estados Unidos e decorreu no dia 2 de Abril de 1983, data da primeira demo dos Thunderbirds com o seu novo avião, F-16A Fighting Falcon. O primeiro F-16A ( 81-0663) foi oficialmente o primeiro nº1 da patrulha.
Fonte:National Museum; Foto 1 USAF



















































quarta-feira, 1 de abril de 2015

F-15 Eagle chegaram a Leeuwarden

12 F-15C Eagles da 159th Expedicionary Fighter Squadron, da Guarda Nacional Aérea ( Air National Guard - ANG), Flórida aterraram na Base Aérea de Leeuwarden na Holanda para iniciarem uma serie de exercícios militares conjuntos com as forças da NATO. Trata-se da primeira vez que uma esquadra da ANG realiza exercícios conjuntos para reforçar a interoperabilidade entre as nações participantes e para demonstrar também os compromissos de segurança assumidos pelos Estados Unidos para a Europa.
Inicialmente vão ficar na Base Aérea de Leeuwarden, na Holanda para participarem no exercicio Frisian Flag 2015 e depois seguem para a Base Aérea de Graf Ignatievo, na Bulgária para participarem no exercício Thracian Eagle 2015.
Fonte: USAFE.AF.MIL Fotos: USAF
































12 F-15C Eagles da 159th Expedicionary Fighter Squadron, da Guarda Nacional Aérea ( Air National Guard - ANG), Flórida aterraram na Base Aérea de Leeuwarden na Holanda para iniciarem uma serie de exercícios militares conjuntos com as forças da NATO. Trata-se da primeira vez que uma esquadra da ANG realiza exercícios conjuntos para reforçar a interoperabilidade entre as nações participantes e para demonstrar também os compromissos de segurança assumidos pelos Estados Unidos para a Europa.
Inicialmente vão ficar na Base Aérea de Leeuwarden, na Holanda para participarem no exercicio Frisian Flag 2015 e depois seguem para a Base Aérea de Graf Ignatievo, na Bulgária para participarem no exercício Thracian Eagle 2015.
Fonte: USAFE.AF.MIL Fotos: USAF
































terça-feira, 31 de março de 2015

Avião da Força Aérea Portuguesa aterra de emergencia

Um avião da Força Aérea Portuguesa, Epsilon TB-30, pertencente à Base Aérea de Sintra, fez esta terça-feira dia 31 de Março pelas 16:00, uma aterragem forçada num terreno a norte da Base Aérea 5 de Monte Real. Os dois pilotos que seguiam a bordo saíram ambos ilesos deste incidente. 
Segundo fonte oficial da Força Aérea, este aterragem forçada deverá ter tido origem numa falha mecânica, ressalvando que a Força Aérea está a investigar as suas causas.
Fonte: JN e fotos: JN e Força Aérea Portuguesa

Recentemente o Cannon Two partilhou uma fotos do Epsilon TB-30 que pertence à Esquadra 101 Roncos. 





















Um avião da Força Aérea Portuguesa, Epsilon TB-30, pertencente à Base Aérea de Sintra, fez esta terça-feira dia 31 de Março pelas 16:00, uma aterragem forçada num terreno a norte da Base Aérea 5 de Monte Real. Os dois pilotos que seguiam a bordo saíram ambos ilesos deste incidente. 
Segundo fonte oficial da Força Aérea, este aterragem forçada deverá ter tido origem numa falha mecânica, ressalvando que a Força Aérea está a investigar as suas causas.
Fonte: JN e fotos: JN e Força Aérea Portuguesa

Recentemente o Cannon Two partilhou uma fotos do Epsilon TB-30 que pertence à Esquadra 101 Roncos. 





















segunda-feira, 30 de março de 2015

Bombardeiros supersónicos russos interceptados pela NATO

Caças da NATO e da Suécia foram activados para interceptar quatro aviões de combate russos que voavam em espaço aéreo internacional perto do Mar Báltico, depois de diversas manobras, os aviões russos chegaram mesmo a quebrar a barreira do som.
Fonte oficial da NATO, confirmou a intercepção dos quatro jactos russos no dia 24 de Março, um grupo de dois bombardeiros TU-22 Backfire escoltados por dois caças SU-27 Flanker que voavam sobre o Mar Báltico para o enclave russo de Kaliningrado. Os aviões voavam sem plano de voo e sem comunicações com o controlo de tráfego civil e foram interceptados pelos JAS39 Grippen da Força Aérea Sueca. voando a velocidade supersónica.
Da Base Aérea de Siauliai, na Lituânia, onde a NATO tem forças estacionadas para a sua missão Baltic Air Policing, terá também descolado a parelha de alerta, 2 caças italianos Eurofighter Typhoon, no entanto a intercepção terá sido concretizada pelos caças suecos.
Fonte: Defence24 Fotos: 1ª Alex Beltyukov e seguintes com os creditos nas fotos










































Caças da NATO e da Suécia foram activados para interceptar quatro aviões de combate russos que voavam em espaço aéreo internacional perto do Mar Báltico, depois de diversas manobras, os aviões russos chegaram mesmo a quebrar a barreira do som.
Fonte oficial da NATO, confirmou a intercepção dos quatro jactos russos no dia 24 de Março, um grupo de dois bombardeiros TU-22 Backfire escoltados por dois caças SU-27 Flanker que voavam sobre o Mar Báltico para o enclave russo de Kaliningrado. Os aviões voavam sem plano de voo e sem comunicações com o controlo de tráfego civil e foram interceptados pelos JAS39 Grippen da Força Aérea Sueca. voando a velocidade supersónica.
Da Base Aérea de Siauliai, na Lituânia, onde a NATO tem forças estacionadas para a sua missão Baltic Air Policing, terá também descolado a parelha de alerta, 2 caças italianos Eurofighter Typhoon, no entanto a intercepção terá sido concretizada pelos caças suecos.
Fonte: Defence24 Fotos: 1ª Alex Beltyukov e seguintes com os creditos nas fotos










































domingo, 29 de março de 2015

Oficial - F-15 Eagle destacados para a Europa

A noticia que deixou de ser rumor por uns tempos, foi agora oficialmente confirmada pela Air National Guard ANG dos Estados Unidos, 12 Boing F-15C Eagle vão efectuar um destacamento na Europa para participarem em vários exercícios militares no âmbito da operação militar Atlantic Resolve. 
 Os F-15 Eagle pertencem ao 125 Fighter Wing, normalmente baseada em Jacksonville, na Florida e são parte integrante da Força Aérea dos Estados Unidos. A operação Atlantic Resolve é o nome que os Estados Unidos deram em incremento de forças militares na Europa após a anexação da Crimeia à Rússia à mais de um ano e os constantes conflitos no leste da Ucrânia.
A chegada dos F-15 Eagles está prevista para a próxima semana, inicialmente vão ficar na Base Aérea de Leeuwarden, na Holanda para participarem no exercicio Frisian Flag 2015 e depois seguem para a Base Aérea de Graf Ignatievo, na Bulgária para participarem no exercício Thracian Eagle 2015.
Fonte: USAF; Fotos: USAF






























A noticia que deixou de ser rumor por uns tempos, foi agora oficialmente confirmada pela Air National Guard ANG dos Estados Unidos, 12 Boing F-15C Eagle vão efectuar um destacamento na Europa para participarem em vários exercícios militares no âmbito da operação militar Atlantic Resolve. 
 Os F-15 Eagle pertencem ao 125 Fighter Wing, normalmente baseada em Jacksonville, na Florida e são parte integrante da Força Aérea dos Estados Unidos. A operação Atlantic Resolve é o nome que os Estados Unidos deram em incremento de forças militares na Europa após a anexação da Crimeia à Rússia à mais de um ano e os constantes conflitos no leste da Ucrânia.
A chegada dos F-15 Eagles está prevista para a próxima semana, inicialmente vão ficar na Base Aérea de Leeuwarden, na Holanda para participarem no exercicio Frisian Flag 2015 e depois seguem para a Base Aérea de Graf Ignatievo, na Bulgária para participarem no exercício Thracian Eagle 2015.
Fonte: USAF; Fotos: USAF